Cem anos da Revolução Russa

Paulo Roberto de Almeida

Interessante este anúncio desta revista “Espaço acadêmico” tipicamente acadêmica, se me permitem a redundância:

“Em 2017 a revista “Espaço acadêmico” publicará o dossiê “100 Anos da Revolução Russa”. As submissões devem ser feitas diretamente no site de acordo com as Diretrizes para autores e Condições para submissão. Os textos submetidos serão apreciados pelos organizadores. Estamos abertos à contribuição, críticas e sugestões.”

Os cem anos se referem a 1917, correto? Ora, em 1917 houve uma revolução russa, mais exatamente russa, se me permitem outra redundância, que foi a de fevereiro, portanto, os cem anos exatos já estão passando ou já passaram.

Não acredito que os organizadores do dossiê estejam se referindo a essa, uma legítima revolução, que acabou com o czarismo, e criou uma situação transitória, um governo provisório, administrando uma democracia de fachada, mas preparando uma Constituinte para a instauração de uma República da Rússia, em moldes mais ou menos ocidentais.

Dica do Imil: leia ‘O túmulo de Lênin”, de David Remnick

Creio que eles se referem a um outro processo revolucionário, em outubro ou novembro (segundo o calendário, juliano ou gregoriano), e que na verdade constituiu um putsch, muitas vezes referido como revolução bolchevique, mas que pode, e deve, ser chamado de golpe de estado,ou seja, a tomada violenta do poder por uma minoria de revolucionários profissionais, que se aproveitaram das circunstâncias para afastar o governo provisório, dissolver a prometida Constituinte da Duma, e instaurar uma suposta ditadura do proletariado, que na verdade foi uma ditadura de um partido, que logo proibiu todos os outros partidos, prendeu seus representantes, e deslanchou uma repressão violenta contra todos os que não estavam de acordo com o slogan “todo poder aos sovietes”, mas que na verdade era todo poder à clique dos bolcheviques dirigidos por Lênin.

Creio que é a esse processo que os organizadores do movimento se referem. Interessante, não é? Os bolcheviques criaram o maior, mais extenso – não o mais mortal, pois nisso foram suplantados pelo tirano Mao – regime escravocrata contemporâneo, a ditadura comunista mais longeva que existiu, responsável pela morte de milhões de inocentes.

Será que devo colaborar? Por que não?

Fonte: blog “Diplomatizzando”

Deixe um comentário