Como escolher um sócio

Uma boa maneira pra descobrir se você escolheu o sócio certo para o negocio é lembrar do tipico café da manhã americano, feito a base de ovos com bacon. Para fazer esse prato é preciso dois ingredientes, o ovo e o bacon, provenientes de dois animais, o porco e a galinha.

Sabe qual é a diferença entre eles? O porco está completamente comprometido com o seu café da manhã, vai morrer frito na frigideira, enquanto a galinha está apenas envolvida.

Invista tempo pelo menos uma vez por ano para sentar com seus sócios e alinhar expectativas

No mundo dos negócios isso seria como ter um sócio operador com um ótimo pro-labore bancado pelos investimentos feitos pelo sócio investidor. Nesse caso, se o negócio não der certo, o sócio operador não perde nada, pois está apenas envolvido com o negócio, enquanto o sócio investidor perde parte do patrimônio, por estar 100% comprometido com o negócio.

Para que você não vire o único porco da sociedade, crie mecanismos onde ambos precisem se comprometer. Uma das maneiras de fazer isso é atrelar o pro-labore dos sócios aos lucros do negócio. Ou seja, quanto mais lucro der, maior o pro-labore dos sócios.

Experimente e você descubrirá rapidamente se o sócio escolhido é um porco ou uma galinha.

Existe também uma vilã nos negócios capaz de acabar com qualquer sociedade, por mais lucrativa que ela seja: a expectativa. Ela funciona mais ou menos assim. Duas pessoas se reunem para montar um negócio e discutem amplamente os produtos e serviços, seus diferenciais em relação aos concorrentes, o plano de marketing e os números do negócio. Mas esquecem da parte mais importante da sociedade, alinhar as expectativas entre os sócios.

Começam a operar a empresa e, com o passar do tempo, o relacionamento começa a se deteriorar porque cada um dos sócios esperava algo do outro e obviamente que esse algo não foi entregue da forma como era esperado. O problema pode surgir porque um dos sócios trabalha até tarde todos os dias e espera que o outro faça o mesmo ou um dos sócios é uma pessoa mais expansiva para ir atrás de novos clientes e espere o mesmo do outro e isso não acontece. Não importa qual seja a expectativa, o fato é que ela sempre será uma das maiores responsáveis pelo desgaste nos relacionamentos entre sócios.

Por isso, invista tempo pelo menos uma vez por ano para sentar com seus sócios e alinhar expectativas. Faça com que cada um escreva o que espera do negócio e dos outros sócios e também o que está disposto a oferecer para a sociedade. Depois marque um dia para revisarem juntos esse material até chegarem a um alinhamento completo das expectativas de cada um.

Fonte: Canal do Empreendedor, 20/09/2013.

RELACIONADOS

Deixe um comentário