A contabilidade como ferramenta no processo de decisão

Nos dias atuais com uma inflação sem controle e uma economia totalmente instável, as empresas se vêem em maus lençóis para se manterem competitivas.

Tomar decisões, especialmente, sobre margem de lucro, é uma tarefa das mais difíceis se levarmos em conta que algumas organizações não percebem a importância de manter a contabilidade atualizada.

Registrar fatos contábeis não é mero trabalho que visa, exclusivamente, atender a legislação. É a criação de um quadro real da saúde das empresas.

Em 2014, entrou em vigor a Lei 12.973 que redefiniu conceitos para apurar tributos e deixou claro aos empresários que se faz necessária uma análise mais aprofundada de cada tipo de negócio, o que não será possível se a escrituração não tiver em dia.

Desta maneira, decidir não depende apenas de uma visão comercial. Decidir é um processo que depende de uma assessoria mais qualificada. Neste contexto, o trabalho dos contadores ganhou maior responsabilidade porque, dele, depende o sucesso de uma empreitada.

O papel da contabilidade sempre foi o de permitir diagnósticos a cerca do estado de liquidez de uma empresa e, a partir das mudanças na legislação, os empreendedores precisam atentar para o fato de que a contabilidade deixou de ser um “mal necessário” para ser um “bem indispensável”, pois atua como um staff que visa sucesso e lucratividade.

Fonte: Traduzindo o Economês, 01/04/2015.

RELACIONADOS

Deixe um comentário