Fala de líder americano foi aceno positivo para o Brasil

O presidente americano, Barack Obama, surpreendeu ao anunciar ambiciosas metas para o futuro da segurança energética nos EUA.

O discurso teve como principais alvos a redução da dependência do petróleo e o desenvolvimento de um suprimento energético limpo. Entre suas principais medidas estão aumentar a produção interna de petróleo e de energia proveniente de fontes alternativas. É curioso que Obama classifica o gás natural como uma fonte alternativa. Obama quer que os Estados Unidos reduzam em um terço os 11 milhões de barris de petróleo importados diariamente. Pretende como primeira medida incentivar a produção de petróleo em novas fronteiras como o Alasca e o Atlântico Médio e Sul. Ele vai encorajar a exploração “offshore”, desde que de forma “segura e responsável”. Isso mostra que os EUA estarão do lado do Brasil na produção do pré-sal.

Para a geração elétrica, o objetivo de Obama é aumentar o uso de fontes renováveis (eólica, solar, gás natural, carvão limpo e nuclear) dos atuais 40% para 80% até 2035, com uma política de incentivos governamentais. O Brasil foi um dos destaques do discurso ao ser incluído, com México e Canadá, entre os futuros fornecedores de petróleo confiáveis.

Os Estados Unidos e o Brasil podem se tornar parceiros estratégicos no comércio e desenvolvimento do petróleo do pré-sal, pois há convergência técnica e científica entre a exploração de petróleo nas águas profundas da costa brasileira e no Golfo do México. Um bom exemplo foi a autorização obtida pela Petrobras, em meados de março, para operar a primeira plataforma do tipo FPSO no Golfo do México. Outra área em que o Brasil pode ser um parceiro importante dos EUA é a de biocombustíveis. Obama destacou a importância do Brasil como produtor de biocombustíveis e a ideia é criar um mercado internacional de etanol transformando-o em commodity. O fato de destacar o Brasil no seu discurso mostra que a recente visita de Obama ao Brasil classifica o país como parceiro preferencial dos EUA na área de energia.

Fonte: Folha de São Paulo, 31/03/2011

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. João

    Gás natural é fonte renovável? Pensando bem, até o petróleo é uma fonte renovável. Só demora “alguns” anos a mais para se renovar, hehe