Rachewsky: Você pagaria impostos ao governo voluntariamente?

O governo oferece serviços imprescindíveis à sociedade como segurança e justiça, eu sei.

Mas sempre que eu digo: imposto é roubo e o governo pode e deve ser financiado voluntariamente, aparecem comentários dizendo “utopia”, “nunca existiu”, “anarquista”, “bobagem”.

Esse pessoal é tão bitolado pela cultura coletivista estatizante que não conseguem enxergar fora daquela caixinha em que foram criados a vida toda.

Para eles, ou para você, vai uma pergunta simples: Se tu achas, como eu acho, que o governo é tão necessário, fazendo tanto bem para a sociedade ao defender a vida, a liberdade e a propriedade dos indivíduos daqueles que querem violá-las, então por que tu não concebes pagar por isso voluntariamente?

Roberto Rachewsky analisa decisão da prefeitura de SP de tributar streaming

Se você acha que as pessoas só pagariam à força, então é possível que elas pensem, você inclusive, que ele não seja tão necessário assim.

Interessante que quando alguém entra na justiça, o principal serviço prestado pelo governo, paga custas judiciais. Quem quer usar o judiciário tem que pagar voluntariamente uma taxa para receber o serviço.

Quem quer segurança, educação, saúde ou previdência, pode também contratar agências, seguradoras, escolas, médicos, planos de saúde ou aplicar seu dinheiro no banco livremente e poderá pagar por esses serviços voluntariamente.

Quando alguém quer morar em um lugar seguro, bem calçado, limpo, adquire seu imóvel em um condomínio fechado, onde os serviços são privados e o pagamento das taxas são voluntárias, discutidos caso-a-caso pelos condôminos, que definem desde o salário do sindico e até quem vai lhes prestar os serviços, qual a qualidade e por qual preço.

Se podemos fazer tudo isso voluntariamente, então porque insistir nesse modelo coercitivo de financiamento ao governo?

A questão do imposto ter existido sempre, talvez seja o motivo de nunca termos tido a oportunidade de pagar pelos serviços do governo voluntariamente.

Há aqui no RS um grupo de empresários que se cotiza e doa dinheiro para a Brigada Militar poder manter alguns veículos funcionando, mesmo já tendo sido extorquidos com impostos de maneira escorchante.

Ora, se mesmo depois de terem pago volume enorme de impostos, essas pessoas pagam ainda mais para terem o serviço de segurança do governo, certamente, se não pagassem impostos, pagariam voluntariamente para terem um serviço condizente com as suas aspirações.

Por que os serviços do governo hoje se equivalem aqueles que teríamos num estado de anarquia? Que é tudo o que queremos evitar! Porque a cultura do imposto leva a isso.

Um verdadeiro liberal só pode achar justo uma alíquota de imposto de… ZERO%.

Alguns me criticaram, dizendo que imposto é inevitável.

Essas pessoas estão tão doutrinadas para defender a inexorabilidade dos impostos que nem perceberam que eu não disse que imposto é dispensável, apesar de eu achar que é. Eu disse que imposto é injusto por ser coercitivo. Isso, ninguém pode dizer que não é.

Justo é dar a cada um o que cada um merece. Quando alguém nos tira o que é nosso à força, de forma violenta, onde está o mérito? Onde está a justiça? Certamente, para um liberal de verdade, ali não está.

Fonte: “Instituto Liberal”, 28/09/2017

RELACIONADOS

Deixe um comentário