O presidente Lula defendeu o respeito às decisões da Justiça cubana em relação aos presos políticos que entraram em greve de fome no país, um dos quais acabou morrendo. Em sua defesa à soberania cubana, o presidente acabou comparando os dissidentes a bandidos.

– Eu penso que a greve de fome não pode ser utilizada como pretexto de direitos humanos para libertar pessoas. Imagina se todos os bandidos que estão presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade – declarou. – Temos que respeitar a determinação da Justiça e do governo cubano, de deter as pessoas em função da legislação de Cuba, como quero que respeitem ao Brasil.

É inacreditável. É inaceitável.

Nosso presidente pede respeito à soberania de Cuba, às decisões de sua Justiça, como se fosse uma questão interna. Ora, trata-se de uma ditadura. Qual é a isenção do Judiciário em uma ditadura? Quando e onde existiu um Judiciário independente e verdadeiramente justo submetido a um regime de força? Os presos políticos em geral são presos de consciência, pessoas que pensam diferente, cujo único delito é desafiar a opressão vigente.

E Cesare Battisti, condenado na Itália por quatro homicídos? Ah, ele é um preso político que foi julgado injustamente. E olha que a Itália é uma democracia! Já os presos políticos de Cuba, uma ditadura, são tratados como bandidos!!! Entenderam? Pede-se respeito à soberania de Cuba, controlada por ditadores que tratam o país como propriedade privada, e critica-se a soberania da Itália, onde vigora a democracia.

Esse é o quadro.

Post Scriptum: Segundo Lula, “a greve de fome não pode ser utilizada como pretexto de direitos humanos para libertar pessoas”. Alguém conte a ele a história de Gandhi, que através de muitos jejuns e desobediência civil, sempre sem violência, libertou um país inteiro (Índia e Paquistão, que acabaram divididos contra a sua vontade) da opressão inglesa. Lula daria razão ao Império Britânico e consideraria consideraria Gandhi um bandido comum???

Fonte: Publicado pelo “Blog Traduzindo o Juridiquês”, hospedado no site do

Jornal “O Globo” – 10/03/2010

Deixe um comentário

1 comment

  1. Ricardo Veiga

    A lembrança de Gandhi foi perfeita. Certamente Lula estaria ao lado do Império Britânico. Abraço.