Só Dilma salvará o Brasil do Lulismo

– Um brinde a isso!

Este texto era para ter sido produzido em  01/11, mas resolvi esperar. Pensar mais um pouco! Feliz ou infelizmente minha idéia não mudou, e quase como em todos os outros momentos da minha vida, vou por minha cara à tapa!

Todos mudam os discursos após a eleição. Eu não vou mudar o meu, apenas vou contar ao mundo algumas convicções que eu já tinha mas por uma mera questão de estratégia e conveniência política não manifestei durante a campanha.

Alguns esclarecimentos para ver se diminuo o tamanho das pancadas: 1 – eu não gosto da Dilma; 2 – eu não tenho uma participaçãozinha no governo da Dilma; 3 – eu gosto menos ainda do Lula.

Vamos lá… aos fatos: (meus fatos). Muitos sabem que o primeiro discurso tem a tendência de indicar as direções do governo que  e aproxima. Sinceramente, minha filha chorava com febre enquanto Dilma discursava e eu tratei de dar atenção ao que realmente é importante na minha vida. Li muito sobre o que ela disse, impressões do mercado, analistas esbravejando ou congratulando.

Vamos ao que eu realmente espero do novo governo. Dilma foi torturada? Foi. Dilma foi guerrilheira? Foi. Dilma foi culturalmente preparada? Foi. Dilma é uma marionete do Lula? Não.

Se este governo realmente for um defensor do direitos humanos (ver declaração universal dos direitos humanos), andará na direção contrária dos ditadores. Lula é um populista semi-analfabeto. Dilma não tem o carisma e é preparada tecnicamente. Dilma tende a manter relações internacionais diferentes das acordadas por Luis Inácio. Lula tem o ego, Dilma tem objetivo (não interessando qual seja).

Historicamente, Estados totalitários relegaram a mulher a um segundo plano. Dilma certamente tocará seus quatro anos em um sistema de “democracia-técnica-oligárquica”. Qual é a grande vantagem? A parte técnica obviamente. Palocci e Pimentel serão (ao que tudo indica) os “guarda-costas” da presidente. Palocci já provou que tem capacidade técnica e é uma pessoa bem recebida no meio dos mercados financeiros interncionais. Sua estada fora do governo Lula nos dois últimos anos de cofre aberto e gastos exorbitantes não foi uma coincidência. Palocci é um cara linha dura “no que se refere” (ode à presidente) à política fiscal e de contenção de gastos.

Seus maiores desafios? Eu listo três: conter a fome do PT ; controlar o aparelhamento do Estado por sistemas corrompidos e permitir que as estatais, principalmente a Petrobrás, tenha uma gestão de princípios técnicos e mercadológicos e não políticos.

Aos que esperam uma Dilma cheia de sorrisos como os da campanha, podem sentar-se. Já na equipe de transição deixou o PMDB fora e colocou seus dois homens de confiança; quanto à Dutra, a mim parece uma óbvia e até necessária neste momento moeda de troca pela mobilização do PT, ainda que rachado nos bastidores, na sua campanha.

José Dirceu e Luis Inácio são egocêntricos. Eles têm presença para tal. Dilma não tem e não terá. E esta pode ser a grande vantagem verdadeira para o Brasil. Dilma analisa menos passionalmente que Lula e Dirceu. Ela sabe que mais de 40 milhões de brasileiros votaram contra. Sabe que o PSDB tem sua força em pontos estratégicos do país e que partidos como o PSB surgem como novas forças.

Dilma quer entrar para a história… mas terminando seu mandato. Obrigatoriamente precisará conter a corrupção. Se Dilma for conivente com a corrupção, ao seu primeiro escorregão que desagrada ao establishment leia-se PMDB, ela volta para casa pior que Fernando Collor teve que voltar.

Vai Dilma, esqueça o populismo. Pense no Deus que você nunca acreditou, mas que te ajudou a chegar lá. Se agarre naqueles que sabem o que fazer e não naqueles que só fazem o que sabem. Não perca a chance. E  se tudo der certo… em 2014 o Brasil ganha o hexa e Lula não volta. Por incrível que pareça eu realmente acredito – só Dilma salvará o Brasil do Lulismo. Ao quase ex- presidente tenho péssimas notícias. Cuidados médicos com o fígado serão essenciais. Quando você quiser mandar no Planalto, não passará da porta da Casa Civil. Seus próximos anos tendem a ser cada vez menos ocupados. Tenha boas e longas férias. Graças a Deus! Um brinde a isso!


RELACIONADOS

Deixe um comentário

2 comments

  1. Geronimo

    Temos que apoiar Dilma. Pensando nisso, procurei elencar os maiores quadros dentro do PT e entre a “base”, para formar o ministério a partir de 2011. Ei-los:

    Casa Civil – José Dirceu – Provou ser um grande articulador político e que sabe lidar com verbas.

    Defesa- Erenice Guerra – É outra que tem grande habilidade com verbas públicas e negocial. Numa pasta que preve várias licitaçães, é o nome ideal, pois tem muita experiência em lidar com a coisa pública.

    Justiça- José Genuíno – Quem entende mais de Justiça do que Genuino? Conhece todos os atalhos e meandros da política.

    Fazenda- Delúbio Soares – Colabora toda sua experiência como tesoureiro do PT, e além disso, também passou incólume pelas denúncias factóides do mensalão. Um homem que sabe cuidar do dinheiro público com zelo e honra.

    Relações exteriores- Fernando Collor – Collor também agrega honestidade e equilíbrio à pasta. Além disso, tem larga experiência na área, pois morou em Miami por vários anos. Conhece os melhores produtos eletrônicos, por preços baixos.

    Transportes- Silvinho Pereira – Tem ótimo conhecimento e bom gosto para utilitários. Também é profundo conhecedor da Petrobrás. Sabe negociar muito bem.

    Agricultura- João Pedro Stédile – Um homem que conhece o campo, principalmente os dos outros. Vai acabar com essa palhaçada de apoiar o “agrobussines” brasileiro, uma coisa arcaica. O negócio é apoiar a economia de subsistência.

    Educação- Lula – Finalmente o Brasil teria um ministro dessa importante pasta que realmente entende do assunto e que seria o retrato da educação brasileira, simultaneamente. Também traria a esperança de se acabar com esta injustiça de pedir formação de nível superior para vários cargos públicos.

    Cultura- Netinho de Paula – O “homem cultura”. Homem de fino trato e de ótima formação cultural. Possui ótimo gosto musical e é um gentleman.

    Comunicações- Edir Macedo – Outro nome honrado advindo da sociedade civil. De sólida formação religiosa, tem o perfil ideal para levar o país para uma época de muita religião e probidade no trato do dinheiro público, assim como já o faz frente à sua Igreja.

    Saúde- Marta Suplicy – Conhece como ninguém a saúde da mulher. Também é profunda conhecedora da sexualidade humana, e sexo é o que mais importa na saúde do brasileiro. Além disso, é mulher, que assim como no caso de Dilma, já justifica a escolha. Competência é o menos relevante aqui, mas ser mulher é o mais importante.

    Trabalho e emprego- Israel Guerra – Um jovem que vai arregaçar as mangas num cargo importante. Provou que conhece os atalhos na busca do primeiro emprego. Um empreendedor nato, tem experiência em consultorias.

    Previdência Social- Luis Guchiken – Um estrategista, administrador e que sabe bastante sobre estratégias governamentais.

    Planejamento- José Sarney – Quem planeja melhor que o nosso eterno presidente? Entra regime, sai regime, entra governo, sai governo, ninguém, nunca antes na história deste país, planejou tão bem a vida pública. Além disso, é irmão ideológico de Lula e Dilma.

    Turismo- Ângela Guadagnin – Que nome propício ao cargo! Com toda sua alegria e gingado, vai levar a alegria do brasileiro, este povo tão alegre e parecido com ela, a todos os pontos do mundo. Super alto-astral, bailarina nata, certamente alegrará o nosso já alegre país.

    Parece brincadeira, mas não é. Esse é o PT. Esses são os aliados. Este é o seu artigo. Seu artigo é o Brasil atual. Dilma não salvará nem ela, quanto mais o Brasil, que ela almeja tornar comunista desde o começo dos 60!

  2. Diego Oliveira

    Excelente listagem, Geronimo! Morri de rir – para não ter que chorar!…