Sábado, 3 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Sobre o Instituto Millenium e sua atuação

O Instituto Millenium (Imil) é um centro de pensamento para a promoção e o fortalecimento da democracia representativa, da liberdade, do Estado de Direito e da economia de mercado. A entidade não tem fins lucrativos nem vinculação político-partidária. Sua rede é formada por empresários e intelectuais atuantes em diversas áreas do conhecimento. Desde 2011, o Imil é dirigido pela cientista política Priscila Pereira Pinto. A sede fica no Rio de Janeiro.

Por sua atuação em defesa de uma sociedade livre, o Imil foi listado entre os oito melhores centros de pensamento do Brasil no “Global Go To Think Tank Index Report 2015”, pesquisa desenvolvida pelo Programa de Think Tanks e Sociedades Civis da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Fundado pela economista Patrícia Carlos de Andrade, com o nome de Instituto da Realidade Nacional, o Imil foi oficialmente lançado em abril de 2006, durante o Fórum da Liberdade, em Porto Alegre. Em dezembro de 2009, recebeu a certificação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), outorgada pelo Ministério da Justiça, que reconhece entidades que defendem interesses públicos e, principalmente, valores e princípios democráticos que pautam o desenvolvimento do país. A certificação de Oscip permite ao Instituto receber doações dedutíveis de Imposto de Renda de pessoas jurídicas de até 2%.

A contribuição de pessoas físicas e jurídicas de direito privado é o que mantém a atuação do Millenium e sua independência.

Por meio de seminários, palestras, eventos virtuais e presenciais realizados por todo o país, do contato com a imprensa e da publicação de análises diárias no portal, o Imil apresenta alternativas para problemas-chave do país e fomenta o debate com as diversas vozes da opinião pública, contribuindo, assim, para o desenvolvimento nacional.

O Instituto potencializa o conteúdo de seu portal nas redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e LinkedIn.

Governança

O Imil é mantido pela contribuição de pessoas físicas e jurídicas de direito privado, sem verbas públicas. São observadas as mais rigorosas regras de governança. O Instituto conta com auditoria externa independente para que não haja conflitos de interesse e a organização possa manter sua independência e credibilidade, priorizando a transparência.

Todas as atividades do Imil são planejadas e aprovadas pelo Conselho de Governança, hoje presidido pelo economista Gustavo Franco, que também é presidente do Imil, e pelo Conselho Fiscal em reuniões periódicas. Os debates promovidos pelo Instituto contam com o apoio de uma rede ampla formada por cerca de 200 especialistas, como economistas, advogados, sociólogos, cientistas políticos, jornalistas e educadores, entre outros.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.