Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

UNE não me representa

Recentemente foi sancionada pela Presidente Dilma Rouseff a nova lei que versa sobre
a venda de carteirinha de estudante, aos universitários de todo o Brasil.

São prejudicados os CAs e DAs, emissores da carteirinha

A lei 12.933/13 é um atentado a todos os movimentos estudantis independentes, como
os centros e diretórios acadêmicos.

Fica decidido que o único órgão permitido a emitir a carteirinha é a União Nacional dos
Estudantes (UNE). Mas para quem servirá esta decisão? Aos alunos? Ou para aqueles
que se beneficiam da UNE, que acaba sendo, na prática, um braço da UJS, ala jovem do
PC do B?

Como disse Carlos Lacerda em seu “Depoimento Perante a Juventude”, “é um escândalo
que saiam de uma Universidade Católica moços que os comunistas usam para dominar a
UNE. Se tais moços não são comunistas como alegam, então é pior, pois não têm nem a
desculpa de que servem a uma causa. Então é simples oportunismo, é o cartaz de
pseudo-líder, é a corrupção da política universitária que os seduz”.

Com essas palavras de Lacerda, observamos que a UNE passa hoje por um momento
idêntico, em que são prejudicados os CAs e DAs, emissores da carteirinha, e que, com
essa verba financiavam eventos de interesse de seus alunos, algo que a UNE jamais fez.
Como naquela época, a atual presidente também é de universidade católica (PUC/SP) e
líder da UJS local.

Qual o grande interesse do governo em promulgar esta lei? Por que a UNE lutou por
isso, se eles não fazem nada pelos universitários?

E para piorar a situação, com a obrigatoriedade de comprarmos da UNE, fica proibido
do aluno fazer uso de um comprovante da sua faculdade para ter direito aos seus
benefícios.

A UNE não me representa e tenho certeza que não representa uma boa parte dos
universitários brasileiros, por isso, universitários, uni-vos!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.