Guilherme Fiuza
Jornalista e escritor brasileiro, Guilherme Fiuza mantém uma coluna sobre política na revista "Época" e escreve para o jornal "O Globo". É co-autor da minissérie "O brado retumbante", exibida em 2012 pela TV Globo, e assina o livro "Meu nome não é Johnny" cuja adaptação ao cinema rendeu ao escritor o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria Melhor Roteiro Adaptado. Além deste, Fiuza escreveu "3.000 dias no bunker", "Amazônia, 20º andar", “Bussunda - A vida do Casseta” e "Giane — Vida, arte e luta". (Foto: Leo Aversa)

Proibido proibir (mentir, pode)

"Onde estavam os ativistas libertários que não toleram a censura quando a Yoani Sánchez foi impedida de falar, no grito, nessa mesma cidade de São Paulo?"

Apesar de vocês

Fiuza: "A vocação dos brasileiros para santificar picaretas não é novidade. Se fosse, o conto do vigário pornô não teria durado 13 anos"

A bondade tarja preta

Fiuza: "Dartagnol Foratemer resolveu ser político se aliando aos simpatizantes da quadrilha que ele ajudou a desmascarar"

Você é sócio do caixa três

Depois de abarrotar o caixa eleitoral, as virgens de Lula decidiram proibir a doação das empresas O Brasil não falha: a ideia de criar um fundo público (seu dinheiro)...

O gigante enfim acordou

Pare com essa mania pequeno-burguesa de investigação. Um país moderno não pode ficar travado em burocracias O gigante enfim acordou. O grande dia demorou a chegar, ma...

Diretas Já (modo Venezuela)

Os gladiadores da democracia tomaram uma dose redobrada da porção de mortadela e quebraram tudo Essa sessão nostalgia da política brasileira foi uma grande sacada. O ...

A inocência dos roedores

Se Dilma fosse uma ópera, ela se chamaria “Erenice”. Uma ópera em dois atos: 2010, a ascensão; 2015, a queda. A presidente ainda não caiu, mas o Brasil já está ...

Todo mundo de preto

Depois do carnaval, Dilma Rousseff fará um pronunciamento à nação, em cadeia nacional de rádio e TV, para defender a Petrobras. Providência oportuna. A maior estata...

Ignorantes do bem

O Sudeste decidirá a eleição presidencial mais disputada da história recente. E o Rio de Janeiro poderá ser o fiel da balança. O fator decisivo para esse resultado ...

A Copa da elite vermelha

A elite branca insultou Dilma Rousseff na abertura da Copa do Mundo. É sempre assim: os companheiros fazem tudo conforme o manual, aí vem a elite branca com grosseria. ...

Não vai ter cópula

Mais atrasados que os preparativos para a Copa do Mundo, só os protestos contra a Copa do Mundo. Enquanto o vexame era gestado, não houve passeata. Foram sete anos de p...

Privatizaram a Petrobras

Dilma Rousseff falou grosso. Declarou que considera “inadmissível” a privatização da Petrobras. Com toda a bravura do seu gesto, a presidente, infelizmente, está ...

Mulher de malandro decidirá eleição

O Brasil está fazendo tudo certo para se tornar, em 2014, um país pior. Segundo uma pesquisa Datafolha, 66% dos brasileiros querem mudanças no governo. É um dado novo...