Marcelo Côrtes Neri
Marcelo Côrtes Neri é economista-chefe do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas. Foi presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos no governo Dilma Rousseff. Doutor pela Universidade de Princeton e especialista em relações no mercado de trabalho, política de salários, políticas sociais e distribuição de renda; é autor de "Retratos da deficiência" (FGV, 2003), "Cobertura previdenciária: diagnóstico e propostas" (MPS,2003), "Ensaios sociais" (2003) e “Microcrédito, o mistério nordestino e o grammen brasileiro” (FGV, 2008).

Fordista, formal e feia?

O termo fordista originou-se do mecânico processo de produção fabril que revolucionou o trabalho em larga escala com ganhos de eficiência, levando o Ford bigode à in...

Federalismo social 3.0

A divisão de trabalho de políticas sociais entre entes federativos foi objeto da Constituição de 1988. O fundo de erradicação de pobreza de 2000 para o financiament...

Visão do campo e campo de visão

O crescimento médio tupiniquim dos últimos anos esteve longe de ser um grande espetáculo do crescimento. Se apontarmos o binóculo para a plateia: quem se sentou na pr...

A classe média tupiniquim

94% do mundo é mais pobre que o americano mediano e 62% do que o brasileiro. Nossa classe média é global No pico histórico da desigualdade brasileira de 1989, os 50% ...

A maior economia católica

Papa Bento XVI anunciou em Madrid durante a Jornada Mundial da Juventude, o Rio de Janeiro como sede para a próxima edição do evento em 2013. A visita do Papa ao Brasi...

Marcelo Côrtes Neri

O economista Marcelo Côrtes Neri é chefe do Centro de Pesquisas Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV) e pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (I...

O retrovisor e o para-brisas

Motivado pela mudança de ano e de década, no dia 29 de dezembro escrevi nesta coluna artigo intitulado “Cenários de crescimento, desigualdade e pobreza” qu...