Mário Antônio Guerreiro
Doutor em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é professor adjunto do departamento de Filosofia da UFRJ e membro do Instituto Liberal do Rio de Janeiro e da Sociedade de Estudos Filosóficos e Interdisciplinares da Universidade. É autor dos livros: “Problemas de filosofia da linguagem” (EDUFF,1985); “O dizível e o indizível” (Papirus,1989); “Ética mínima para homens práticos” (Instituto Liberal, 1995); “O problema da ficção na filosofia analítica” (Editora UEL, 1999). “Ceticismo ou senso comum?” (EDIPUCRS, 1999); “Deus existe? Uma investigação filosófica” (Editora UEL, 2000) e “Liberdade ou igualdade” (EDIOUCRS, 2002).

Diplomacia com forte azia

Nossa diplomacia já foi motivo de orgulho para nosso país. Diplomatas com ótima formação e bem informados como Macedo Soares, Oswaldo Aranha, Vasco Leitão da Cunha....

Resposta ao neoigualitarismo

O igualitarismo revolucionário tem andado em baixa nas últimas décadas. A Revolução Francesa pode ter sido uma tragédia grega, mas a baderna estudantil de Maio de 1...

O inenarrável horror do conhecimento

Num de seus magníficos poemas, o maior poeta da língua portuguesa, Fernando Pessoa, falava do “horror de conhecer”. Talvez tenha exagerado a dose, mas supondo que e...

O falso Khadafi no cadafalso

Tudo começou no Egito em que multidões nas praças, em protestos pacíficos, exigiam a renúncia do ditador Moubarak, há mais de vinte anos no poder, e a imediata aber...

Brasil, meu Brasil brasileiro

Apesar de Aristóteles, há mais de 2 mil anos, ter inventado (ou descoberto) o “Princípio de não-contradição” e este permanecer de pé até hoje, nem sempre – ...

Um filhote de jacaré com cobra d’água

No dia 9/2/2011, Lula voltou a Brasília pela primeira vez depois que 11 caminhões carregados de coisas – inclusive um deles devidamente climatizado para transportar v...

O pífio desenvolvimento do Brasil

Algumas razões do pífio desenvolvimento do Brasil Excelente o artigo de Maílson da Nóbrega na revista “Veja”, em 19/01/2011, intitulado: “O que a Coreia e a Chi...

Ainda sobre o escabroso caso Battisti

“O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) afirmou que não vê motivos para o Supremo Tribunal Federal (STF) reavaliar a decisão do ex-presidente Lula de negar a ex...

O terrível polilema de Lula

Em termos filosóficos, quando nos encontramos diante de uma decisão tendo que ser necessariamente tomada e esta mesma comporta duas, e somente duas alternativas, ela é...

Sobre o princípio da insignificância

Recebi um e-mail contando uma decisão judicial, juntamente com as seguintes observações feitas por quem me enviou o mesmo: “Excelente. Despacho judicial! Juiz culto ...

O caso Tiririca pior do que está não fica

Aprovemos ou não a idéia, há muito que no Brasil o analfabeto stricto sensu, ou seja: aquele que não sabe ler nem escrever o próprio nome, pode votar. Mas não pode ...

Os possíveis governos Dilma

Ó deuses! Não vos peço a imortalidade, peço permissão para explorar o campo do possível _ Píndaro Num passeio descontraído através dos mundos possíveis, vamos a...