Vítor Wilher
Vítor Wilher é bacharel e mestre em economia pela Universidade Federal Fluminense, tendo se especializado na construção de modelos macroeconométricos e análise da conjuntura macroeconômica doméstica e internacional. Sua dissertação de mestrado foi na área de política monetária, titulada "Clareza da comunicação do Banco Central e expectativas de inflação: evidências para o Brasil", defendida perante banca composta pelos professores Gustavo H. B. Franco (PUC-RJ), Gabriel Montes Caldas (UFF), Carlos Enrique Guanziroli (UFF) e Luciano Vereda Oliveira (UFF). É o criador do blog Análise Macro, um dos melhores e mais ativos blogs econômicos brasileiros e sócio da MacroLab Consultoria, empresa especializada em data analysis, construção de cenários e previsões e fundador do extinto Grupo de Estudos sobre Conjuntura Econômica (GECE-UFF).

Desemprego começa, enfim, a ceder

O fundo do poço, enfim, parece estar ficando para trás no mercado de trabalho brasileiro. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministéri...

Momento para refletir

Acalmadas as manifestações Brasil afora, acredito que seja oportuno fazer uma reflexão sobre esses tempos conturbados. Os últimos cinco anos, a bem dizer, não foram ...

Eles não entenderam nada

Tive acesso ao ataque de pânico feito pela “Carta Capital” ao Instituto Millenium, do qual sou membro desde algum tempo. Eles nos chamam, entre tantos xingam...

O problema está no ruído

O filósofo prussiano Immanuel Kant (1724-1804) resume bem o que vem a ser credibilidade na boa teoria macroeconômica. Para ele, se você quer ter credibilidade deve nec...

O Banco Central e a Espada de Dâmocles

O Banco Central e a Espada de Dâmocles Há cerca de um mês e meio uma parte expressiva do mercado dava como certo mais dois aumentos da taxa Selic, elevando-a para 12,7...

“Nosso descaso por educação”

“(…) Vamos celebrar a aberração De toda a nossa falta De bom senso Nosso descaso por educação”. (Legião Urbana, Perfeição)   Existem ao menos três ...

Os mitos da educação

Ao longo dos últimos anos tenho participado de inúmeros debates sobre como melhorar a educação básica brasileira. Além disso, tenho divulgado idéias em forma de ar...

A tentação do equilibrista

O objetivo nobre da macroeconomia, o de tentar explicar o comportamento de certas variáveis agregadas, torna-se imensamente vulgar diante dos seus meios. Os não-iniciad...

Relatos de um oposicionista desiludido

Toda pessoa que tem gosto por acompanhar os desenlaces da política e os números da economia já ficou desiludida ao menos uma vez em vida. Já gritou aos quatro cantos ...

As lições do caos

Deus manda chamar São Pedro em sua sala. O todo-poderoso aparenta grande irritação. A vista de sua imensa janela, o Rio de Janeiro, está um caos. Chove há 24 horas i...

Homens providenciais versus instituições

“A ânsia por homens providenciais e afrustração com a sua ausência levam a apenas uma conclusão: estamos desestruturados institucionalmente”. (M.H. Simonsen) “...

Novos professores para um novo mundo

“Simplesmente não acredito que dando mais dinheiro aos professores e diretores que estão em nossas escolas hoje, sem exigir nenhuma contrapartida ou melhorar sua ...

O legítimo filho do Brasil

Era 1º de janeiro de 2003. Uma chuva fina, porém constante, caia sobre Brasília. Nada que espantasse a multidão que para lá rumou naquele dia. De todos os meios – ...

Viva o “pós-lulismo”!

O maior perigo que a oposição pode correr em 2010 é o de competir em uma eleição plebiscitária. E claro, por simetria, isso é tudo o que o governo Lula quer. Nesse...

Apenas mais uma crise

Em tempos de crise na economia mundial costumam aparecer os “cavaleiros do apocalipse”. Profissionais que vislumbram o pior dos cenários, proclamando até me...

Muito além da SELIC

O Banco Central deu continuidade na redução da taxa SELIC na última reunião do COPOM. Apesar disso, como ficará mais claro daqui para frente, o spread bancário e as...