4 dicas para liderar uma empresa de tecnologia sem ter formação na área

Confira dicas para quem deseja abrir um negócio no setor mas não tem conhecimentos técnicos

Estar à frente de uma empresa de tecnologia sem ter formação na área ou conhecimento técnico em programação é um grande desafio para executivos de todo o mundo.

Mas ao contrário do que muitos pensam, não é preciso ser um especialista em códigos para se dar bem nessa função. É esta a opinião de Spencer Rascoff, CEO da Zillow Group, publicada em um artigo publicado no site Inc.com.

Na opinião de Rascoff, as habilidades de gestão de pessoas são essenciais para suprir a falta de conhecimento técnico. Confira as dicas do empreendedor:

1. Confie na sua equipe técnica
Rascoff explica que em situações que exijam conhecimento técnico é preciso acreditar na palavra de sua equipe. “Quando disserem que algo vai levar seis meses para ficar pronto, posso questionar se não é possível acelerar o processo, mas não exigir que façam isso”, diz Rascoff.

2. Ganhe a confiança do seu time
O executivo acredita que características como visão estratégica, liderança e capacidade de estimular equipes são primordias para ganhar a confiança dos funcionários. “Preciso demonstrar que eu sei o que estou fazendo como líder, mesmo se não sei como construir o produto”, afirma.

3. Faça perguntas além das finanças
A falta de conhecimento técnico faz com que muitos executivos acabem conversando com suas equipes apenas sobre números e geração de receita.

Rascoff sugere que os líderes se esforcem para fazer perguntas técnicas aos seus programadores. Isso ajudará a conhecer melhor o negócio e ainda mostrará aos funcionários o quanto você está empenhado em aprender.

4. Mantenha-se atualizado
Com o passar do tempo, você certamente vai aprender um pouco sobre a parte técnica do negócio. Mas não se esqueça que tudo nessa área muda rapidamente. Por isso, o CEO explica que é preciso “monitorar as mudanças” em plataformas e se manter atualizado sobre as linguagens de programação mais recentes. Assim você não irá parecer um “dinossauro” para sua equipe.

Fonte: “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”

RELACIONADOS

Deixe um comentário