Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

5 tipos de inteligência que não se aprendem na escola

É comum usar a palavra “inteligente” para se referir a pessoas que tiram boas notas na escola. Não há problema nisso. No entanto, é incorreto dizer que quem tira notas ruins é burro.

Você deve conhecer pessoas que, apesar de não terem tido uma boa educação formal, conseguiram se dar bem na vida. E também colegas de sala que tinham um boletim ruim e hoje são bem-sucedidos.

Ou seja: boas notas não são garantia de futuro para ninguém. Isso acontece porque há outros tipos de inteligência que contribuem para o sucesso. E elas não são ensinadas na escola – quer dizer, até dá para desenvolvê-las dentro da escola, mas nenhuma delas é realmente avaliada.

Boa parte dessas inteligências é necessária para quem deseja ser um empreendedor bem-sucedido. Saiba quais são elas, de acordo com a “Inc”:

1. Inteligência interpessoal
É a capacidade de interagir, falar em público e ter empatia, de se colocar no lugar de outras pessoas e entender o que elas estão pensando. É uma inteligência essencial para empreendedores, que precisam gerir sua equipe e negociar com clientes e fornecedores. Sem falar bem e ser um bom ouvinte, as chances de sucesso são menores.

2. Inteligência intrapessoal ou emocional
Quem tem esse tipo de inteligência entende melhor a si mesmo e consegue ser mais assertivo com tomadas de decisão, além de ter menos chances de um ataque de raiva. “Inteligentes intrapessoais” são aqueles que conseguem respirar fundo após um momento de estresse e seguir trabalhando sem “dar chiliques”.

3. Inteligência musical
Este é o tipo mais raro de inteligência. Saber tocar um instrumento não traz nenhuma influência positiva direta no sucesso de quem não é músico. Mas há benefícios indiretos.

Diversos estudos, um deles publicado por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), relacionam o estudo da música a maiores capacidades de raciocínio e concentração.

4. Inteligência corporal
A inteligência corporal se manifesta de duas formas: a primeira é a de usar o corpo para atividades como a dança e o esporte.

A segunda, que tem mais a ver com empreendedores de algumas áreas, é ter mãos hábeis para atividades como arte, artesanato e design.

5. Inteligência espacial
Uma inteligência que não tem relação com valores úteis para os empreendedores, mas serve de curiosidade. Este é o senso de posicionamento que um bom atacante tem em estar no lugar certo na hora de chutar uma bola ao gol, ou de um cirurgião, que faz incisões sempre nos lugares certos.

Fonte: “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”, 02 de fevereiro de 2016.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.