Sábado, 10 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Pessimismo afeta 86% dos pequenos empresários

Os micro e pequenos empresários estão pessimistas com o futuro da economia. Segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 85,88% acreditam que as condições econômicas se deterioraram nos últimos seis meses, e apenas 31% estão confiantes com o futuro da economia.

Em outubro, o Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário (ICMPE) ficou em 38,72 pontos, ligeiramente acima do resultado de setembro, de 37,62 pontos. Indicadores abaixo de 50, no entanto, indicam pessimismo, enquanto acima desse patamar indicam otimismo.
“Os dados evidenciam que a crise econômica é percebida pelos micro e pequenos varejistas e já afeta os negócios”, indica em nota o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. “A situação econômica do país ainda não apresentou sinais de recuperação nos últimos meses, e a confluência negativa dos principais indicadores econômicos tem resultado no pessimismo dos empresários.”
Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os dados apresentam um cenário recessivo e pouco animador para os empresários. “O governo e o mercado preveem uma queda do PIB brasileiro próxima de 3% em 2015 e para o próximo ano ainda não há perspectiva de retomada vigorosa”, analisa.

Fonte: G1.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.