Segunda-feira, 5 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

9 regras básicas para fazer um crowdfunding de sucesso

É comum empreendedores que buscam o crowdfunding, sites de financiamento coletivo para transformar ideias de produtos ou serviços em realidade, sentirem o gosto do fracasso na primeira tentativa.

Segundo Sam Raymond, consultor do Banco Mundial e especialista no tema, há uma razão: eles cometem alguns erros básicos no planejamento da campanha. “Por exemplo, não escolhem a plataforma de crowdfunding cuja proposta casa com a ideia de seus projetos”, afirma.

Em visita ao Brasil, o americano palestrou nesta segunda, 19/10, na 25ª Conferência Anprotec de Ambientes de Empreendedorismo e Inovação, evento que acontece até o próximo dia 23, em Cuiabá, no Mato Grosso.

Em conversa com Pequenas Empresas & Grandes Negócios, ele explicou quais os erros mais comuns cometidos pelos empreendedores que escolhem essa plataforma para conseguir investimentos e como acertar na campanha.

1. Escolha o crowdfunding certo
Se o empreendedor tem uma ideia nova de negócio, serviço ou produto inovador, os sites de recompensa são o melhor caminho. Neste caso, as pessoas doam dinheiro e recebem, em caso de sucesso da campanha, o que foi anunciado no site de crowdfunding. Se o empreendedor busca dinheiro para criar um negócio, ele encontra crowdfunding próprio para essa modalidade; existem ainda os específicos para projetos sociais e projetos artísticos. “Se você aposta no crowdfunding com a cara do seu projeto, a chance de sucesso é maior”, diz.

2. Seja sensato

Não peça mais do que você precisa. O público de crowdfunding sabe no que está apostando. Se você pedir R$ 100 mil reais para um produto que precisa de R$ 50 mil para ser feito, alguém vai descobrir. A campanha será um fracasso e o empreendedor passará uma imagem negativa ao mercado.

3. Tem gente interessada?
O financiamento colaborativo só tem sucesso se as pessoas compram sua causa. Então, antes de criar a campanha, entenda se há demanda pelo seu projeto. “Vale até perguntar para a própria mãe se ela apostaria nele”, afirma Raymond.

4. Seja profissional
Uma campanha de crowdfunding é um negócio. Monte uma equipe capaz de testar, lançar e divulgar sua ideia. “O empreendedor terá trabalho para entregar o que promete. Então, tenha os melhores profissionais ao seu lado para tudo sair do melhor jeito”, diz.

5. Faça planos
O empreendedor deve entrar em um financiamento coletivo com tudo organizado. Não pode deixar para o final da arrecadação, por exemplo, a montagem do plano de logística para entregar o que prometeu. “Se deixar para a última hora, a entrega vai falhar ou o custo vai inviabilizar o projeto”, diz Raymond.

6. Seja social
Use as redes sociais para divulgar sua campanha. Faço um plano e meça isso com as ferramentas analíticas (por exemplo, o krowdster.co). A exposição na web e o compartilhamento do seu projeto no Facebook, Twiter e afins, podem render novos investidores. “Se você puder, vá fisicamente onde está seu publico e mostre seu projeto. Isso ajuda também”, diz.

7. Apareça

Faça um vídeo sobre o produto e apareça nele, ou seja, deixe as pessoas saberem quem é você. Comece falando do seu conhecimento, dos seus projetos (mesmo que tenham sido feitos em uma empresa), quem são seus sócios na empreitada e os benefícios que você vai entregar para quem aposta na sua campanha. “Isto tem um grande efeito psicológico”, diz.

8. Comece a campanha em alta
Antes de lançar a campanha nas redes sociais, o empreendedor deve conseguir dinheiro com a família, amigos ou investidores conhecidos. Tente iniciar o crowdfunding com 30% da campanha. O número causa um efeito positivo em quem está procurando crowdfunding para apostar.

9. Seja persistente
Aprenda com quem errou e com os próprios erros em campanhas que não deram certo. “Não desista da modalidade. Anotando os erros, você sabe o que não fazer quando criar um projeto novo”.

Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.