Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Abaixo-assinado pede anulação de questão do Enem

O site Mercado Popular lançou um abaixo-assinado online  pela anulação da questão que associa o fenômeno da globalização ao aumento das taxas de desemprego no mundo na última prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015. A questão de múltipla escolha foi baseada no livro “Por uma outra globalização” (Record, 2008) do geógrafo Milton Santos.

Segundo os organizadores do abaixo-assinado, não há base empírica ou teórica que sustente a relação de causa e efeito que o ENEM afirma existir entre globalização e desemprego. O texto formal, enviado ao presidente do INEP, instituto organizador do ENEM, Francisco Soares e ao ministro da Educação Aloízio Mercadante,  afirma ainda que 93% dos economistas concordam que impor barreiras a globalização geralmente reduz o bem-estar econômico geral.

Abaixo a questão na íntegra (a alternativa correta é a letra “e”)

No final do século XX e em razão dos avanços da ciência, produziu-se um sistema presidido pelas técnicas da informação, que passaram a exercer um papel de elo entre as demais, unindo-as e assegurando ao novo sistema uma presença planetária. Um mercado que utiliza esse sistema de técnicas avançadas resulta nessa globalização perversa.

SANTOS, M. Por uma outra globalização. Rio de Janeiro: Record, 2008 (adaptado).

Uma consequência para o setor produtivo e outra para o mundo do trabalho advindas das transformações citadas no texto estão presentes, respectivamente, em:

a) Eliminação das vantagens locacionais e ampliação da legislação laboral.

b) Limitação dos fluxos logísticos e fortalecimento de associações sindicais.

c) Diminuição dos investimentos industriais e desvalorização dos postos qualificados.

d) Concentração das áreas manufatureiras e redução da jornada semanal.

e) Automatização dos processos fabris e aumento dos níveis de desemprego.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.