Airbnb aumentou o PIB do Brasil em R$ 2,5 bilhões em 2016, segundo Fipe

A atividade econômica gerada pela plataforma de hospedagem Airbnb foi responsável por R$ 2,5 bilhões do PIB nacional em 2016. É o que revela uma pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que levou em conta o impacto econômico da renda extra obtida pelos anfitriões, além de gastos dos viajantes, como alimentação, compras, passeios e transporte.

Segundo o estudo, essa movimentação e seus efeitos indiretos e induzidos equivaleram à geração de 70 mil novos empregos no país. Esta é a primeira vez que a Fipe analisa o impacto socioeconômico do Airbnb no país.

Hoje, o Airbnb reúne cerca de 143 mil anúncios de imóveis no Brasil. No ano passado, registrou mais de um milhão de chegadas de hóspedes. O ganho anual de um anfitrião local no ano passado foi de R$ 6.070.

Levando em conta apenas o setor de comércio e alimentação, a movimentação da plataforma e seus efeitos somam R$ 1 bilhão do PIB nacional. Além disso, o estudo mostrou que, excluídos os gastos com hospedagem, os turistas do Airbnb gastam, em média, três vezes mais que os que ficam em hotéis. Isso porque o viajante tende a permanecer mais tempo no destino e consumir mais nos comércios dos bairros.

O Airbnb, no entanto, não é considerado um concorrente direto do setor hoteleiro. De acordo com a Fipe, o número de pessoas que se hospedam por meio da plataforma representa apenas 2,1% do total de hóspedes no país.

Fonte: “Época Negócios”

RELACIONADOS

Deixe um comentário