Apenas 39% dos latino-americanos usa conta bancária, diz estudo

Apenas 39% dos habitantes da América Latina tem conta bancária, número inferior à média mundial (50%) e das economias avançadas (89%), informou nesta quarta-feira, dia 18 de julho, um estudo internacional elaborado pelo americano Gallup.

No Brasil, a porcentagem da população que tem conta bancária é de 56%. O estudo constatou também que só um em cada dez cidadãos da América Latina e do Caribe economizou dinheiro nos últimos doze meses em algum tipo de instituição.

Em escala global, 22% guardou suas economias em alguma entidade formal, enquanto esse número nos países desenvolvidos sobe para 45%. O estudo assegura que o uso das contas bancárias na região latino-americana varia muito de um país para o outro.

Jamaica (71%), Brasil e Costa Rica (50%) são os países com o maior número de usuários, enquanto El Salvador (14%), Nicarágua (14%) e Peru (2%) apresentam o menor índice de uso de contas bancárias.

Nas posições intermediárias se encontram Venezuela (44%), Chile (42%), Equador (37%), Argentina (33%), Colômbia (30%) e México (27%), entre outros.

Os homens da região usam mais contas bancárias do que as mulheres, e a parcela mais rica da população utiliza três vezes mais do que as classes menos favorecidas.

O estudo do Gallup recorreu a dados do Banco Mundial e se baseou em 150 mil entrevistas feitas em 148 países durante 2011. A margem de erro é de cerca de 4%.

Fonte: EFE/revista Veja

RELACIONADOS

Deixe um comentário