Artigo em jornal paraguaio critica o sigilo de documentos no Brasil

No jornal “ABC”, do Paraguai, o jornalista uruguaio Danilo Arbilla comenta o silêncio do governo brasileiro em relação aos documentos da ditadura. Arbilla lembra que havia expectativa, durante o governo Lula, de que os arquivos viessem a ser abertos, mas “nas duas ou três vezes em que levantou o tema durante seu mandato, Lula foi convidado a parar, ou pelo menos a adiá-lo. Sua última teoria foi de que durante a ditadura fizeram-se “herois”, e não vítimas”.

Ele acredita que o mesmo está ocorrendo com Dilma, que mudou de ideia em relação ao assunto: “Em Brasília, diz-se que o ex-presidente é quem está por trás desta mudança”, diz ele.

“Lula nunca quis enfrentar as Forças Armadas sobre o tema dos direitos humanos, porém,  teme mais enfrentar a imprensa sobre o tema da corrupção”, conclui o colunista.

Leia o artigo completo na íntegra, em espanhol.

Leia mais aqui no site do Instituto Millenium: “Dilma ainda pode mudar de opinião em relação a documentos”  .

RELACIONADOS

Deixe um comentário