Ativista iraniana espera que Dilma não se cubra com o véu quando visitar o Irã

shrin

O jornal “O Estado de S. Paulo” conversou com a iraniana Shirin Ebadi, Nobel da Paz de 2003, em Nova York. A ativista critica as relações do governo Lula com Ahmadinejad, e diz esperar que Dilma não se cubra com o véu – de uso obrigatório às mulheres – quando visitar o Irã. Shirin Ebadi lamenta que, em suas visitas a Ahmadinejad, Lula não tenha visitado sindicalistas presos. Para ela, Lula “parece ter se esquecido que pessoas são mortas e postas na prisão no Irã.”. Leia a entrevista na íntegra no “O Estado de S. Paulo”.

RELACIONADOS

Deixe um comentário