Aumenta o cerco aos bancos na Venezuela

Foi aprovada parcialmente na Venezuela nova lei que impede que donos de meios de comunicação sejam diretores de banco. Além disso, o novo modelo pretende obrigar os bancos privados a destinar, a cada semestre, 5% do faturamento bruto “para financiar projetos de conselhos comunais e outras formas de organização social”. De acordo com a nova norma, a atividade bancária passa a ser um “serviço público” e os bens das entidades jurídicas do setor serão de “utilidade pública”. Para analistas venezuelanos, trata-se de uma “nacionalização light”.

Com informações da “Folha de S. Paulo”.

RELACIONADOS

Deixe um comentário