Autoridade Pública Olímpica gasta mais de R$ 130 mil para ressarcir servidores

Na sexta-feira (31), as atividades da Autoridade Pública Olímpica (APO), criada em 2011 para planejar os Jogos Rio 2016 e deixar um plano de legado, serão encerradas, mas elas não deixarão saudades. Num intervalo de apenas 20 dias, o órgão gastou R$ 116.300 com ressarcimento de despesas de poucos funcionários. Um deles recebeu R$ 36 mil em ajuda de custo. Esse tipo de gasto aumentou desde janeiro, quando os servidores da APO, lotados no Rio de Janeiro, passaram a dar expediente em Brasília.

Fonte: “Época”.

RELACIONADOS

Deixe um comentário