Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Brasil liderou captação de recursos entre emergentes

Os compromissos de investimentos privados em infraestrutura nos países emergentes alcançaram US$ 107,5 bilhões em 2014, liderados por Brasil, Turquia, Peru e Colômbia – de acordo com um relatório do Banco Mundial (Bird) divulgado nesta terça-feira.

Isso representa uma alta de 6% em relação a 2013, quando os investimentos no setor totalizaram US$ 101,8 bilhões.

De qualquer modo, ainda está 9% abaixo da média de gastos nos últimos cinco anos, acrescentou o Banco.

“Os cinco países na linha de frente em termos de investimento financeiro em infraestrutura em 2014 foram Brasil, Turquia, Peru, Colômbia e Índia”, declarou Clive Harris, em nota divulgada pelo Bird.

Esses cinco países sozinhos “atraíram US$ 78 bilhões em investimentos, representando 73% de todos os compromissos financeiros nos países em desenvolvimento”.

Os projetos na América Latina representam 55% do total de investimentos, há anos puxados pelo Brasil – com US$ 44,2 bilhões no ano passado. Também foram significativos os inúmeros projetos de infraestrutura energética e de transporte no Peru, país que começou, entre outras obras, a construir o metrô de Lima.

Ao mesmo tempo, o governo brasileiro anunciou um enorme pacote de concessões para a construção de estradas, ferrovias, portos e aeroportos da ordem de US$ 64 bilhões. Segundo o governo, o objetivo é atrair investimentos para estimular a combalida economia.

De acordo com dados do Banco Mundial, os compromissos de investimentos na China e na Índia caíram no ano passado.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.