Brasileiros são maioria em mestrado sobre corrupção na Espanha

A Advocacia Geral da União (AGU) assinou convênio com a Universidade de Salamanca, na Espanha, para formar mestres – de fato – em corrupção: a parceria proporcionará maior intercâmbio de alunos e professores para o mestrado em Corrupção e Estado de Direito.

Criada em 2006, a pós-graduação espanhola recebe estudantes do mundo inteiro. Entre os alunos, a maioria é do Brasil: dos 106 inscritos nos seis anos de curso, foram 23 brasileiros, seguido de 22 mexicanos e 18 colombianos.

A diferença da origem dos estudantes chamou a atenção nas matrículas. Dentre os europeus, apenas sete espanhóis e um italiano se inscreveram.

Leia a matéria aqui

Fonte AGU e Terra

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário