Carga tributária sobre material escolar chega a quase 50%, segundo IBPT

Papelarias lotadas, mães e crianças estressadas. Antes mesmo do recomeço das aulas, as lojas já vendem material escolar, muitos deles com carga tributária pesada: os valores podem chegar a quase 50% a mais, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

De acordo com o levantamento do instituto sobre os produtos presentes na lista de material escolar, em uma caneta, por exemplo, o imposto incidente é de 47,49%. Em uma única régua, chega a 44,65% e na cola da marca Tenaz, equivale a 42,71% do valor de um tubo e no lápis, 34,99%.

Segundo João Eloi Olenike, presidente do IBPT, o livro “possui imunidade sobre os impostos, mas restam ainda os tributos incidentes sobre a folha de pagamento e sobre o lucro obtido com a sua venda”, esclareceu Olenike, a fim de explicar a tributação de 15,52% no livro escolar.

Veja abaixo a carga tributária de outros itens do material escolar, segundo pesquisa do IBPT:

PRODUTOS /TRIBUTOS
Agenda escolar:43,19%
Apontador: 43,19%
Borracha escolar: 43,19%
Caderno universitário: 34,99%
Caneta: 47,49%
Cola Tenaz: 42,71%
Estojos para lápis: 40,33%
Fichário:39,38%
Folhas para fichário:37,77%
Lancheiras: 39,74%
Livro escolar:15,52%
Papel carbono:38,68%
Papel pardo: 34,99%
Papel sulfite: 37,77%
Pastas em geral: 39,97%
Pastas plásticas: 40,09%
Plástico 0,15: 39,89%
Régua: 44,65%
Tinta guache:36,13%
Tinta Plástica:36,22%

RELACIONADOS

Deixe um comentário