Celso Amorim vai a Cuba após Fidel Castro pedir fim do embargo americano

O Ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, visitará Cuba com o objetivo de examinar “o avanço da cooperação bilateral, no contexto de aprofundamento da integração latino-americana e caribenha”, além de “temas políticos e econômicos de natureza regional e global”, segundo informações da Assessoria do Itamaraty.

A visita acontece após Fidel Castro ter enviado às Nações Unidas, em 16 de setembro, uma carta com 19 sugestões para o presidente Barack Obama melhorar as relações EUA-Cuba. Segundo a “Folha de S. Paulo”, entre as sugestões está “a autorização para que os americanos autorizados a visitar o país tenham permissão para voltar com presentes, como charutos ou rum, e gastar mais do que o equivalente a R$ 300 por dia.”

Ainda sobre esse tema, “O Globo” de hoje informa que o Partido Comunista Cubano divulgou um documento intitulado “Informação sobre a reordenação da força de trabalho” onde revela esboços da nova política fiscal para o país. Segundo o documento, é estimada uma carga fiscal de entre 30% e 35% sobre a receita bruta de novos negócios abertos no setor privado.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

1 comment

  1. André Luiz Zacarias

    UAU! Impressão minha ou o ComaAndante está pedindo penico para os EUA?

    Só falta Cuba se livrar desses ditadores assassinos para poder se tornar um país livre.