Ciclovia que custou R$ 20 milhões está desabando em Campo Grande, no Rio

Ciclovia Campo Grande

Trecho construído sobre valão está com vigas quebradas e imensos buracos. Ciclovia é usada por 53% dos moradores da região

Em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, muita gente circula de bicicleta. Ou pelo menos tentava circular. É que um trecho da ciclovia vem desabando há cerca de dois meses. Já se formou até uma cratera no meio do caminho.

A ciclovia de Campo Grande é longa: 22 quilômetros. E, segundo dados da prefeitura, é uma das mais utilizadas da cidade: 53% dos moradores da região usam a bicicleta como meio de transporte.

Avô e neto. Pai e filho. Mas no meio do caminho, uma parte da ciclovia desabou.

“A ciclovia para a gente aqui é muito importante. Uso direto. Dia de feira é mais rápido, mais prático para gente”, disse o aposentado Cláudio Sérgio Vale.

No trecho com problemas, a ciclovia é apoiada em vigas. Segundo os moradores, ela vem caindo aos poucos. E as vigas estão se quebrando.

“A gente é obrigado a descer para a rua. Todo o dia. Já tem mais de mês, uns 45 dias que está com esse problema. Só sinalizaram e deixaram aí. Essa semana acabou de cair”, disse o mecânico Jorge Alves de Oliveira

Vigas e colunas parecem desgastadas, corroídas. As ferragens estão aparentes e enferrujadas. Até um poste corre risco de desabar, pois está com muitas trincas. E sob essa estrutura passa um valão.

A prefeitura sinalizou o trecho e fez um desvio pela rua. Uma parte da proteção está tombada. A ciclovia custou R$ 20 milhões, R$ 900 mil por quilômetro, e durou apenas seis anos nesse ponto.

Já a bicicleta do mecânico Jorge, de 1957, bem cuidada, ainda vai longe desviando dos buracos do caminho.

A Secretaria de Conservação e Meio Ambiente e a Rio Águas informam que vão vistoriar a ciclovia na terça-feira (2) para programar os reparos necessários.

Fonte: “G1”

RELACIONADOS

Deixe um comentário