CNI se posiciona contra a volta da CPMF

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson de Andrade, é contrário à recriação da CPMF: “Temos de nos mobilizar. Somos contra. Os governadores têm de encontrar outra solução. Não é possível elevar mais a carga tributária da sociedade”, disse.

Dos 27 governadores eleitos, mais da metade deles apoia a volta do tributo.

Andrade argumenta que a CPMF é um imposto de má qualidade e incide de forma cumulativa na cadeia produtiva, o que não é conhecido pela população. Para ele, os cidadãos vão pagar o imposto de “forma dissimulada, pois não conhecem quanto estão pagando”. Ele também destacou que o “País hoje clama por transparência”, que deve incluir assuntos de ordem tributária.

Leia Mais:

RELACIONADOS

Deixe um comentário