Começam as inscrições para o Best Innovator 2015

inovação nova

Foram abertas nesta quinta-feira (23/04) as incrições para o Best Innovator 2015, ranking elaborado pela consultoria A.T.Kearney, em parceria com Época NEGÓCIOS, que premia as empresas mais inovadoras do país. A inscrição pode ser feita no The Best Innovator, até o dia 6 de junho. Os vencedores serão conhecidos no início de novembro num evento e terão suas histórias contadas pela revista. Na edição de 2015, serão destacados também os mais surpreendentes e inspiradores casos internacionais, já que a competição é realizada em 15 países.

Para marcar o quarto ciclo da pesquisa e da parceria entre a ATKearney e a NEGÓCIOS, foi realizado nesta quinta-feira um café da manhã, na sede da Editora Globo, em São Paulo, com cerca de 20 líderes na área, das companhias mais inovadoras do país. Jochen Graff, sócio da A.T.Kearney e um dos autores de  “Master of Innovation – Building the perpetually innovative company”, falou sobre o livro, que é um manual sobre como tornar a inovação sustentável e contínua no ambiente corporativo. Além das conclusões tiradas a partir de 15 anos de trabalho da consultoria com inovação, o livro apresenta as melhores prática, colhidas em empresas de todos os tamanhos, áreas e de várias partes do mundo. Todos os casos retratados foram considerados Best Innovators. “Inovação não é apenas arte, mas uma competência que pode ser estudada, aprendida e praticada”, diz Graff. “Os Best Innovators geralmente são empresas sob pressão pela commoditização de seu principal produto ou pela entrada de uma tecnologia disruptiva em seus mercados. Mesmo assim, suas estratégias de inovação não são reativas e sim um pensamento persistente.”

Durante a palestra, Graff conduziu um debate rico e espontâneo com os participantes. Diretores de inovação de empresas com Basf, 3M, Dow, Whirlpool, IBM, Fleury e Vale trocaram experiências e dividiram impressões sobre os principais desafios nos processos de inovação. Um dos temas abordados girou em torno das dificuldades das empresas brasileiras, premidas pela crise econômica. Com temas mais urgentes a enfrentar, a inovação, que em muitos casos acaba sendo relegada a segundo plano, se torna uma das soluções entre os Best Innovators. “Nunca tivemos tanta demanda para criação em processos colaborativos, com parceiros e fornecedores”, diz Antonio Carlos Manssour Lacerda, vice-presidente de tintas na Basf. “Passamos o últimos fim de semana, com feriado, reunidos com outras empresas para resolver processos de inovação. Estamos antecipando lançamentos de produtos. Melhorando custos. Na crise, é a hora de fazer diferente.”

É exatamente esse o espírito do Best Innovators. “Debates empolgantes sobre inovação levam as empresas a um nível mais alto”, explicam os organizadores do prêmio. “As empresas se tornam mais inovadoras e mais competitivas.” A pesquisa feita pela A.T.Kearney analisa as empresas inscritas a partir de cinco dimensões da inovação: estratégia, processos, organização e cultura, estrutura e suporte e resultado da inovação. Quase 2 mil empresas já participaram do Best Innovator. Após a competição, todos os participantes recebem análises individuais sobre seu desempenho.

Inscreva-se:Best Innovator.

Fonte: Época Negócios.

RELACIONADOS

Deixe um comentário