Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

5 dicas para o empreendedor se preparar antes de inovar

Além do tradicional plano de negócios e outras ferramentas que ajudam o empreendedor a esboçar o que será a empresa e o seu produto, outros fatores que nem sempre são previstos na concepção da empresa devem ser levados em consideração com o objetivo de oferecer ao mercado uma proposta inovadora.

Para se preparar antes de inovar, são aconselhadas ao empreendedor práticas que envolvam mais percepção do ambiente no qual a empresa será inserida do que alguma teoria de administração de empresas. “Está longe de ser uma tarefa fácil, no entanto, são métodos já difundidos por empresas que conseguiram se destacar no mercado e foram além”, disse João Carlos Natal, consultor do Sebrae-SP.

OLHE PARA A CONCORRÊNCIA

De acordo com o especialista do Sebrae-SP, a concorrência deve ser vista não apenas como algo que represente uma ameaça constante, mas como uma oportunidade de poder avaliar estratégias de negócio. “Dentro da empresa inovadora, aquela imagem ameaçadora da concorrência dá lugar ao de uma fonte de estímulo, uma vez que serve de parâmetro para coisas que deram certo e outras que fracassaram, permitindo que a PME volte para si e analise se esta fazendo ou não a coisa certa”, disse Natal.

FAZER DIFERENTE PARA ATRAIR O CLIENTE

No universo do comércio e dos serviços, segmentos onde atuam a maioria das pequenas e médias empresas do país, a dica é buscar alternativas inovadoras para atrair o cliente para dentro do ponto de venda. Ao contrário do que parece ser concenso no mercado, medidas simples e baratas podem causar um grande impacto entre os clientes. Um caso de medida inovadora simples citada pelo consultor foi a de uma confeitaria que comprou ventiladores que levassem o cheiro das fornadas dos bolos para a rua como tentativa de atrair consumidores.

ESTUDE O PÚBLICO-ALVO

Segundo João Carlos, do Sebrae-SP, o gargalo de muitas pequenas e médias empresas é o atendimento ao cliente. Capacitação segue sendo a origem de uma relação boa ou ruim de um negócio e seus consumidores, mas existe outro fator que pode ajudar a empresa a criar formas de atender mais inovadoras: a personalização. O consultor explica que empresas que passaram a estudar o público que buscam atingir, de forma a moldar um atendimento específico a ele, tiveram melhores resultados na captação e retenção de novos clientes.

PENSE GRANDE

Não é porque a empresa conta com uma estrutura de trabalho pequena que ela não pode operar no mercado como se fosse uma de porte maior. Pensar grande, para o especialista do Sebrae-SP, é uma postura que deve guiar os rumos estratégicos da empresa. “Uma farmácia pequena do interior de São Paulo conseguiu competir com as grandes redes do setor quando criou um plano de união que contemplava a parceria com farmácias do mesmo porte. Dessa maneira, todas ganharam um poder de barganha maior junto aos fornecedores, comprando mais por menos”, relata.

BUSQUE O PARCEIRO IDEAL

Sinergia é a palavra-chave quando o assunto é encontrar o melhor parceiro de negócio. “Encontrar um sócio cujo conhecimento seja complementar ao do fundador da empresa enriquesse a gestão da empresa e pode trazer para dentro de casa visões e técnicas inovadoras que seriam desperdiçadas se o empreendedor resolvesse encarar tudo sozinho”, finaliza o consultor do Sebrae-SP.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.