Sábado, 3 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Confira dicas de como abrir um negócio de economia criativa na área digital

Os jovens interessados em empreender podem encontrar na economia criativa um caminho para criar o primeiro negócio. A área é tão promissora que o Sebrae-CE montou um espaço destinado ao tema na Feira do Empreendedor que é realizada em Sobral, cidade do interior cearense.

Chamado de Academia Sebrae, o espaço oferece palestras, dicas e conteúdos para os jovens criarem um negócio de economia criativa na área digital.

Segundo Glauber Uchoa, coordenador estadual de economia criativa do Sebrae-CE, a ideia é mostrar os caminhos para os jovens investirem em podcasts, blogs, canais de vídeo na internet, páginas em redes sociais e games. “A paixão e o hobby podem ser uma fonte de dinheiro”, diz Uchoa.

Segundo Uchoa, qualquer jovem com uma boa ideia tem potencial para faturar com sua ideia criativa. Mas antes de apostar em qual negócio abrir, ele deve seguir quatro dicas. Saiba quais são:

1. Decida o que vai fazer

Jovens empreendedores querem fazer tudo: desenhar, gravar vídeos, tirar fotos, escrever textos. Ele deve escolher o trabalho que tem mais aptidão e sabe fazer bem. Só assim ele consegue entregar bons resultados caso abra uma empresa.

2. Inspire-se nos bons profissionais

O empreendedor que vai abrir um negócio de economia criativa deve se inspirar nos melhores do setor. Além disso, deve se comunicar com outros empreendedores para descobrir tendências e novos mercados para explorar.

3. Busque especialização

O setor tem muitos eventos e cursos. O jovem empreendedor deve participar de alguns para aprender as melhores técnicas. Por exemplo, o melhor jeito de editar um vídeo para subir nas redes sociais e as melhores técnicas para fotos na internet. Os cursos não só capacitam, mas legitimam o empreendedor.

4. Estude empreendedorismo

Uma empresa de economia criativa é como qualquer outro negócio: precisa de gestão. O dono de um blog, por exemplo, precisa saber o básico porque ele terá os mesmos deveres de um dono de uma loja: emissão de notas, pagamento de tributos, controle de fluxo de caixa, entre outras coisas. E, para não ter problemas no dia a dia da empresa, o jovem empreendedor deve o quanto antes aprender quais são seus direitos e deveres.

Fonte: “Pequenas empresas e grandes negócios”.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.