Cuba prepara programa de abertura

O governo cubano promete implementar uma série de mudanças no país, que tendem a reduzir as restrições aos cidadãos, permitindo, entre outras coisas, que eles comprem e vendam imóveis e carros e possam sair do país mais facilmente.

Comprar um imóvel ou um automóvel é crime em Cuba, onde tudo pertence ao Estado e para sair do país, os cubanos precisam de autorização, muito difícil de conseguir. O programa que tem mais de 300 itens foi aprovado inicialmente num congresso partidário em abril, por iniciativa do ditador Raúl Castro

Para o autor de Cuba: A Global Studies Handbook (Cuba: Um Manual de Estudos Global, ABC-CLIO), Theodore Henken,“As medidas mostram, claramente, que Cuba percebeu que a única maneira de sair da crise econômica é livrar-se de sua rígida e fracassada interpretação de socialismo”.
Leia a matéria na íntegra no site da revista Veja.

No site do Instituto Millenium, leia o artigo de Victor Guedes: “A vez do mercado”.

RELACIONADOS

Deixe um comentário

2 comments

  1. José Roberto Bonifácio

    Interessantes são as palavras do “cumpanheiro” Raul Castro no VII Congresso do PC:
    “El reforzamiento sistemático de nuestra institucionalidad, será a la vez condición y garantía imprescindible para que esta política de renovación de los cuadros jamás ponga en riesgo la continuidad del socialismo en Cuba.” http://www.granma.cubaweb.cu/s​ecciones/6to-congreso-pcc/arti​c-04.html

  2. V.C.Camorim

    O capitalismo tem a capacidade de aumentar a produtividade do trabalho humano o que permite elevar o bem estar de todos indistintamente. Já o socialismo segue o rumo contrário. Ao atacar o capital, diminui a produtividade humana trazendo a escassez e a miséria. Chega a um ponto que se for mais em frente, destruira a sociedade. As autoridade se veem compelidas a retroceder e adotar o velho e bom capitalismo. Só resta depois morder a lingua e disfarçar o fato com um bom discurso.