Defasagem na correção do Imposto de Renda prejudica o contribuinte

Em artigo publicado no “Jornal do Comércio”, desta segunda-feira, 16 de janeiro, o Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo, Luiz Fernando Nóbrega, alerta para a falta de correção da tabela do Imposto de Renda. Segundo Nóbrega, nos últimos dois anos, a tabela do IRPF foi corrigida em apenas 4,5%, enquanto a média da inflação do mesmo período foi de 6,5%.

A incompatibilidade da correção do Imposto de Renda com a meta de inflação fere o princípio da capacidade contributiva estabelecido na Constituição. E comum que contribuintes na faixa de isentos em um ano saltem para a faixa 1 no ano seguinte, passando a pagar o imposto porque seu salário foi corrigido pela inflação. A estimativa é que muito mais trabalhadores passem a pagar o IRPF em 2012.

Fonte: Jornal do Comércio

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário