Educação: Currículo único ameaça os “brasis” de Gilberto Freyre

No artigo “Lembrança da Ditadura”, publicado no Globo, desta terça-feira, 17 de janeiro, o professor Arnaldo Niskier critica a implantação do currículo único nas escolas de educação básica de todo o Brasil. Defensor da diversidade cultural, Niskier lamenta as perdas provocadas pela padronização do ensino. “A tão decantada diversidade cultural do Brasil, que levou grandes escritores, como Gilberto Freyre, a proclamar a existência de vários brasis em regiões diferentes, foi deixada de lado.”

O professor também aponta outros problemas da educação brasileira como a desnacionalização de importantes editoras e a compra de livros didáticos pelo governo brasileiro. Nisker lembra a censura da Ditadura Vargas: “ Havia o livro único sintoma claro da falta de liberdade de nossos escritores”. Para ele, o sistema de currículo único é um caminho para a alienação dos estudantes brasileiros.

Fonte: O Globo

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário