Mesmo sem apoio do PMDB, governo pretende votar o projeto na quarta-feira

O encontro sobre a votação do Marco Civil da Internet que reuniu a cúpula do governo com o líder do PMDB, Eduardo Cunha, no Palácio do Planalto terminou sem acordo na noite desta segunda-feira, 17.

O governo havia orientado os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e das Relações Institucionais, Ideli Salvatti a contabilizar os votos das outras bancadas e dos partidos aliados e a não cederem sobre nenhum aspecto do projeto. Desde modo, o PMDB não apoiou o projeto.

Ideli Salvatti, ao sair do encontro disse que o objetivo do governo é votar o projeto ainda nesta quarta-feira, mantendo o caráter de urgência e também deixou claro que não pretende alterar o ponto que trata da neutralidade da rede, considerado o mais crítico.

Já Eduardo Cunha considerou improvável que o projeto volte a ser votado ainda esta semana. o líder do PMDB chamou o encontro de “troca de ideias” e disse que o partido irá manter sua posição.

Nesta terça-feira serão analisados 12 vetos da presidente Dilma Rousseff no Congresso e o governo corre risco de ser derrotado. O mais importante trata da criação de 12 municípios. O PMDB defende a derrubada deste veto.

Fonte: Opinião & Notícia (O Globo)

Deixe um comentário