Escritores vietnamitas são premiados por lutarem pela liberdade de expressão

Seis escritores vietnamitas fazem parte do grupo de 42 escritores de 20 países que receberam o prêmio Hellman/Hammett, que reconhece a coragem diante da perseguição política e a luta pela liberdade.

“Os escritores vietnamitas são frequentemente perseguidos, e até presos, por expressarem pacificamente suas opiniões”, afirmou Phil Robertson, diretor-adjunto da Ásia da Human Rights Watch, que administra o prêmio anual Hellman/Hammett. “Ao homenagear escritores corajosos que sofreram perseguição política, perderam seus empregos, ou mesmo sacrificaram a sua liberdade, esperamos atrair a atenção internacional para as vozes que o governo vietnamita tenta calar.”

Todos os premiados deste ano, do Vietnã, são escritores cuja obra e ativismo foram reprimidos pelo governo em suas tentativas de restringir a liberdade de expressão, controlar a mídia independente e limitar o livre acesso e uso da internet.

As ações do governo do Vietnã contra alguns dos premiados incluem perturbar sua vida pessoal e profissional, invadindo seus sites, cortando suas linhas telefônicas, e pressionando membros de suas famílias para que aconselhem os premiados a desistirem de suas atividades.

Todos os escritores foram presos. Quatro deles, atualmente, ainda estão na prisão.

Fonte: Human Rights Watch

RELACIONADOS

Deixe um comentário