Terça-feira, 6 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Qual é a situação do ensino técnico no Brasil?

A revista “Exame” sediará a 24ª edição do projeto “Millenium nas redações”, promovido pelo Instituto Millenium. O encontro entre o cientista político Simon Schwartzman e os jornalistas do veículo será nesta sexta-feira, 3 de julho, às 11h. O tema, “Ensino técnico- qual a situação hoje no Brasil, quais as barreiras a seu avanço e como fica o Brasil na comparação internacional.”

Simon Schwartzman é pesquisador do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS) no Rio de Janeiro. Formado em sociologia e ciência política na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestre em sociologia pela Faculdade Latinoamericana de Ciências Sociais (FLACSO, Chile), e doutor em ciências políticas pela Universidade da California, Berkeley. É especialista em educação, ciência e tecnologia e políticas sociais. É membro da Academia Brasileira de Ciências. Foi presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) entre 1994 e 1998. É autor de “Brasil: a nova agenda social” (Editores, 2011), “Políticas educacionais e coesão social – uma agenda latino-americana” (Elsevier, 2009) e “Os desafios da educação no Brasil” (Nova Fronteira, 2005).

O projeto ‘Millenium nas redações’ foi criado em 2012 com objetivo de promover encontros e debates entre especialistas da rede do Instituto Millenium e jornalistas de todo Brasil. Os eventos são realizados nas redações de veículos de comunicação e duram cerca de 1h. O tema da palestra e o nome do especialista são decididos em conjunto, mas estão sempre relacionados com valores como democracia, estado de direito, economia de mercado e liberdade.

“O ‘Millenium nas redações’ visa contribuir para a liberdade de expressão, pois quanto mais ampla e mais crítica for a formação do jornalista, melhor será a qualidade da imprensa no Brasil”, explica a diretora executiva do Instituto Millenium Priscila Pereira Pinto.

Encontros do projeto já foram promovidos em veículos de comunicação como “Correio Braziliense”, em Brasília; “Brasil Econômico”, em São Paulo; “Diário do Comércio”, em Belo Horizonte; “O Globo” e “CBN”, no Rio de Janeiro; e “A Tarde”, na Bahia; dentre outros.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.