“O Estado assistencial está falido”, afirma Luiz Felipe d’Avila

No 4º episódio da websérie “10 mandamentos para o Brasil que queremos”, o cientista político Luiz Felipe d’Avila, presidente do Centro de Liderança Pública (CLP) e especialista do Imil fala sobre a necessidade de se transformar o Estado assistencial que, segundo ele, se tornou “gigante, ineficiente e disfuncional”, em um Estado eficiente e prestador de serviços. Embora reconheça a importância do papel do Estado assistencialista ao longo do século XX para garantir melhores condições de vida e igualdade de oportunidades para a população menos favorecida, d’Avila explica que o contexto do século XXI é diferente e que, portanto, demanda mudanças nesse modelo.

Assista ao episódio na íntegra abaixo:

RELACIONADOS

Deixe um comentário