Sábado, 10 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

‘Eu sou juiz’, diz magistrado barrado na blitz

O juiz aposentado Jesus Wilson Raphael foi barrado numa blitz de trânsito no bairro da Pajuçara, em Maceió, nesta terça-feira, 8, e tentou acuar os agentes. “Eu sou juiz”, disse ele. Mesmo insistindo na sua condição de magistrado – não teria dito que já se aposentou -, Jesus teve o carro, uma caminhonete, rebocado para um pátio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito porque o IPVA está atrasado há dois anos.

As informações foram divulgadas pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.

A ‘carteirada’ do juiz Jesus foi filmada por celular. Ele também teria tentado intimidar policiais da Operação Policial Litorânea Integrada.

“Eu sou juiz, me identifiquei”, disse.

Segundo a reportagem do JN, o juiz Jesus Wilson Rapahel questionou o tempo de espera para o reboque do carro. Ao celular, ele estava falando com alguém que chamou de ‘doutor Jorge’, supostamente integrante do Grupo de Combate às Organizações Criminosas, braço do Ministério Público de Alagoas. “Eu vou dizer, ‘doutor’ , duas horas de massada para chegar o guincho e levar meu veículo, duas horas. Eu marquei.”

O juiz aposentado não foi localizado para falar sobre a blitz que o pegou com IPVA atrasado.

Segundo o Tribunal de Justiça de Alagoas como Jesus Raphael é um juiz aposentado deve responder por seus atos como ‘um cidadão comum’.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito informou que, para recuperar o veículo, o juiz terá de pagar multas, quitar o IPVA e as diárias correspondentes ao período em que a caminhonete ficar retida.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.