Cinco parques tecnológicos disputam título de “Vale do Silício” brasileiro

Pelo menos cinco parques tecnológicos disputam o titulo de “Vale do Silício” brasileiro. Nossos principais polos de inovação tecnológica são o Porto Digital, no Recife (PE), o Parque Tecnológico do Rio, no Rio de Janeiro (RJ), o Tecnopuc, em Porto Alegre (RS), o Sapiens Parque, em Florianópolis (SC), e o Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

Assim como na Califórnia (EUA), onde fica localizado o Vale do Silício, essas regiões reúnem a seguintes características: presença de instituições de ensino, de incubadoras de negócios, de centros de pesquisa, de laboratórios e de grandes empresas.

A união de ensino, pesquisa e capital humano qualificado atrai grandes investimentos para essas áreas, também chamadas de celeiros de inovação. As incubadoras ou aceleradoras de negócios são a porta de entrada das grandes empresas.  No Porto Digital, 88% das empresas são de micro e pequeno porte.

Apesar da importância do seu trabalho, os parques tecnológicos brasileiros ainda estão longe de alcançar o tamanho e de atrair investidores como na Califórnia.

Apesar da importância do seu trabalho, os parques tecnológicos brasileiros ainda estão longe de alcançar o tamanho e de atrair investidores como na Califórnia, onde estão a sede de empresas como Google, Facebook, Intel, IBM e Apple. Segundo dados da Missão Brasileira de TI ao Vale do Silício 2012,  coordenada pela Câmara Setorial de TI (CSTIC – CE), com apoio do SEBRAE, o Vale tem cerca 4.802 km², uma população de 3 milhões, gera mais de 1 milhão de empregos e representa U S$ 176 bilhões do PIB dos EUA.

O Porto Digital, no Recife (PE), é visto como o principal candidato ao posto de “Vale do Silício  brasileiro”. O espaço possui 200 empresas instaladas, 6.500 profissionais e faturamento anual de R$ 1 bilhão. As empresas da região são da área de software, games, multimídia, cine-vídeo-animação, música, design, fotografia, propaganda e publicidade. Segunda dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),  o Recife tem uma população de 1.594.980 e ocupa uma área de 217.494 km²

Em comparação com Tech Mile (milha tecnológica), localizada na cidade de Tel Aviv, em Israel, ficamos muito atrás. Segundo matéria publicada no site do jornal “O Globo”, de 05 de janeiro, a região tem 400 mil habitantes e 50 quilômetros quadrados  com 800 empresas de tecnologia embrionárias e 1.200 empresas high tech em estágios mais avançados, com filiais da Google, Intel, eBa e HP. Israel possui  maior proporção de startups do mundo, supera inclusive os EUA. Israel possui uma empresa para cada dois mil habitantes.

 

RELACIONADOS

Deixe um comentário

5 comments

  1. Paulo

    Esse projeto do Porto Digital é o resultado de um trabalho iniciado desde a década de 80, a partir da UFPE,juntamente com instituições como o CESAR e o CIN, mas, teve, também, uma grande colaboração do então Prefeito Jarbas Vasconcelos, na década de 90, com a transferência das empresas para o centro do Recife (conhecido como Recife antigo), mediante a implantação de toda infraestrutura, como a instalação de cabos de fibra-ótica, além de incentivos fiscais. Enfim, um grande feito a ser comemorado.

  2. alvanir

    o de sao paulo e melhor

  3. Peter

    Esse titulo como muitos outros ja estao com Campinas ha muito muito tempo. Antes que se propagassem os computadores varias empresas de technologia ja estavam em Campina, Sumare e Jundiai. E piada essa coisa de Recife. Piada de mal gosto. Acho que quem escreveu essa materia nunca foi a Campinas.

  4. Schumpeter

    Campinas já tem este título há décadas, e assim continuará, independente de quem for os juízes de hoje. O restante é muito tambor, confete, e recurso da Lei de Informática em serviços de baixo conteúdo tecnológico e reduzida inovação.

  5. Leo

    Recife é o maior parque tecnológico do país, aceita que é melhor!