Fenaj, ANJ e OAB repudiam censura ao “Estadão”

Entidades ligadas à liberdade de expressão e à cidadania manifestaram indignação com a demora da Justiça em restabelecer a liberdade de imprensa no País. A indignação refere-se à censura ao jornal “O Estado de S.Paulo”, proibido a 300 dias de publicar notícias referentes ao caso Operação Boi Barrica, de 2009, que investiga Fernando Sarney. O jornal está sob pena de receber multa de R$ 150 mil por cada matéria publicada sobre o tema.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, ressaltou a importância da liberdade de expressão para a manutenção e o fortalecimento do Estado de Direito, lembrando que alguns países da América Latina estão passando por processos de cerceamento às liberdades.

Leia a matéria no site da Associação Nacional de Jornais.

RELACIONADOS

Deixe um comentário