Quinta-feira, 8 de dezembro de 2016
Mantenedores mantenedores

Ferramenta encontra melhor mercado para exportar

Empreendedores de pequenas e médias empresas que sonham em exportar ganharam uma ferramenta para ajudá-los. É o Mapa Estratégico de Mercados e Oportunidades Comerciais, um serviço que descobre quais são os melhores mercados para vender seus produtos e serviços.

Desenvolvido pela Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Ministério da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior (Mdic), o novo serviço faz parte do Plano Nacional de Exportações, anunciado em junho pelo governo federal.

A pequena e média empresa que usa o serviço encontra informações de 32 mercados de potencial, todos com demandas por produtos brasileiros com valor agregado, diz Ana Repezza, gerente de estratégia de mercado da Apex-Brasil, e uma das integrantes da equipe de desenvolvimento do serviço.

De acordo com Daniel Godinho, secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), todos os mercados que estão no serviço tiveram uma avaliação profunda e têm oportunidades para produtos e serviços brasileiros.

Funcionamento

O Mapa Estratégico de Mercados e Oportunidades Comerciais é gratuito e pode ser acessado neste endereço. Interativo, o sistema exibe na tela do navegador um mapa mundi. Para saber se seu produto tem potencial para algum mercado estrangeiro, o empreendedor precisa cumprir quatro passos: 1) definir a área de atuação, 2) o tipo de negócio, 3) o subtipo; 4) e filtrar o continente. “Feito isso, a pequena e a média empresa têm acesso a um conjunto de dados para uma tomada de decisão. As informações vão desde dados macroeconômicos até informações de potenciais concorrentes”, diz Ana.

Com a ferramenta, afirma a Apex-Brasil, o empreendedor não só dá o primeiro passo para mandar o seu produto para fora como também diminui o risco de tentar exportar para um mercado no qual não terá sucesso. “E para manter o nível de confiabilidade, os dados serão atualizados mais de uma vez por ano”, afirma Ana. As informações do serviço são extraídas de estudos da própria Apex-Brasil e de entidades como Banco Mundial e Organização Mundial do Comércio, entre outros.

Fonte: Pequenas Empresas e grandes negócios.

Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado.