Fidel Castro aprova as reformas econômicas de seu irmão

O ex-líder cubano Fidel Castro continua a manter suas aparições esporádicas. Desta vez, recuperou um discurso de cinco anos, considerado “histórico” na ilha, sobre a necessidade de “corrigir os erros para que a revolução continue”, numa alusão clara às reformas econômicas adotadas por seu irmão Raúl.

“Seríamos idiotas se acreditássemos que a economia é uma ciência exata e eterna. Perderíamos toda a dialética se acreditássemos que a economia de hoje é como a de cinquenta ou cem anos atrás, ou igual a do tempo de Lênin e Marx”, disse o ditador, para em seguida elogiar Marx, Engels e Lênin, os “pais” do comunismo.

A chamada “atualização do modelo socialista” inclui medidas para expandir a iniciativa privada na ilha, reduzir o tamanho do Estado, cortar “subsídios desnecessários e gratificações impróprias”, impulsionar o investimento estrangeiro, flexibilizar o mercado de habitação e implementar um novo sistema de tributação sobre a ilha, entre outras decisões.

Fonte: “El País”

RELACIONADOS

Deixe um comentário