“Fiz apenas a minha obrigação”, afirma juíza que extinguiu regalias em unidade prisional da PM no Rio

Durante uma fiscalização no Batalhão Especial Prisional do bairro de Benfica, na zona Norte do Rio de Janeiro, a juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza, da Vara de Execuções Penais, verificou uma série de irregularidades, além de diversos privilégios conferidos aos policiais militares presos na unidade. Pôr fim às regalias e punir os culpados pelas ocorrências lhe renderam ameaças de morte, mas também o reconhecimento por seu trabalho. A magistrada foi a vencedora da categoria Rio da 13ª edição do Prêmio Faz Diferença, promovido pelo jornal “O Globo” em parceria com a Firjan.

Em seu discurso de agradecimento, Daniela cita o renomado jurista Nelson Hungria, para quem a causa de todos os males está na impunidade, e chama a atenção para a importância de se combater a corrupção presente nos pequenos atos do cotidiano. “Está na hora de pararmos de ser o país do ‘jeitinho’. Para mudar o Brasil, basta que mudem os brasileiros”. Acerca de suas realizações, ela conclui: “Fiz apenas a minha obrigação. Quando você integra o Poder Judiciário, não basta ser. Você deve parecer”.

Assista ao vídeo de seu discurso na íntegra aqui.

RELACIONADOS

Deixe um comentário