Ficha limpa derruba mais um vice em Campinas

Nesta quinta, o vereador Dário Saadi (PMDB), que era vice do prefeito Pedro Serafim (PDT), teve recurso indeferido pelo TSE e a candidatura impugnada

A Lei da Ficha Limpa obrigou mais um candidato a prefeito de Campinas a trocar seu vice. Dessa vez, foi o prefeito Pedro Serafim (PDT), que tinha como vice o vereador Dário Saadi (PMDB). Na tarde desta quinta-feira, 4, saiu a decisão do ministro Dias Toffoli, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que indeferiu recurso do candidato.

Seu registro de candidatura foi impugnado porque Saadi teve as contas da Câmara de Vereadores julgada irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) quando ele era presidente. Havia possibilidade ainda de mais um recurso, mas a decisão da coligação foi de troca.

O novo vice deve ser anunciado nesta sexta-feira. Um dos possíveis nomes é o de Fernando Garnero (PMDB), filho do empresário Mário Garnero. Serafim, com 15% das intenções de voto na última pesquisa Ibope, disputa com o candidato do PT, Márcio Pochmann, a ida para o segundo turno com o líder Jonas Donizette (PSB) – que ainda tem chances de vencer neste domingo, dia 7.

Na semana passada, Jonas também trocou seu vice, impugnado pela Lei da Ficha Limpa, e escolheu como substituto o filho do prefeito morto em 1996 José Roberto Magalhães Teixeira, Henrique Magalhães Teixeira (PSDB).

Fonte: O Estado de S. Paulo

RELACIONADOS

Deixe um comentário