Israel vai às ruas protestar por preço do “Cottage”

Em Israel, uma discussão iniciada no Facebook sobre a alta do preço do queijo cottage deflagrou uma onda de protestos.

O protesto espotâneo, “do tipo que os governos odeiam”, segundo o site de notícias G1,não faz exigências concretas, mas é motivado por uma sensação mais profunda de insatisfação.

O veículo informa que a economia do país é forte e o e o índice de desemprego também é bom e avalia que o que fez os manifestantes irem às ruas foi a inversão que  também ocorre por aqui,no Brasil: “por que pagam preços suíços e recebem salários gregos?”. Eles também suspeitam que os políticos corruptos e empresários gananciosos têm parte da culpa.

Para os israelenses o queijo cottage é o pilar do café da manhã, o tipo de produto que sentem faltam quando estão no exterior.

O protesto majoritariamente online obrigou os comerciantes a abaixarem o preço do queijo, pelo menos temporariamente.

A revista “Época”, que também noticiou o ocorrido, acrescentou que os israelenses reclamavam do valor dos impostos sobre o produto.

Fonte: “Época”e “G1”

No site do Insituto Millenium, leia mais sobre prostestos e Internet na entrevista exclusiva de Bolívar Lamounier : Acesso à tecnologia não basta, é necessário alto grau de politização

RELACIONADOS

Deixe um comentário