Luiz Felipe d’Avila: “No Brasil, políticas educacionais priorizam interesses corporativistas”

No 7º episódio da websérie “10 mandamentos para o Brasil que queremos”, o cientista político Luiz Felipe d’Avila, presidente do Centro de Liderança Pública (CLP) e especialista do Imil, critica o sistema educacional brasileiro, o qual acusa de priorizar os interesses corporativistas de educadores em detrimento do aprendizado dos estudantes e a sua formação para o mundo globalizado. Ainda segundo ele, o problema central da educação brasileira é a ausência de um sistema de governança baseado na responsabilização de governantes, diretores de escolas, professores e pais, e elege os cinco fatores essenciais para uma educação pública de qualidade.

Confira!

RELACIONADOS

Deixe um comentário