TJ-RJ pode homologar licitação para compra de água no valor de R$ 1,2 milhão

No dia 13 de janeiro de 2017, o desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, então presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, autorizou a abertura de uma licitação para gastar aproximadamente R$ 1,2 milhão na compra de água mineral para 180 magistrados. Diante da grave crise financeira que atinge o estado e da precarização dos serviços públicos, a rede Meu Rio está realizando uma ação de mobilização para pressionar o presidente do TJ-RJ a cancelar a abertura da licitação, por entender que é preciso aplicar os recursos públicos de maneira responsável e conter despesas desnecessárias no momento atual.

De acordo com a organização, com o valor seria possível comprar 1.180 purificadores de água para 30 pessoas ou 12.396 filtros de barro.

Para participar e enviar um e-mail de pressão para o desembargador, clique aqui.

Atualização (22/03/2017):
O TJ-RJ decidiu continuar com a licitação, que já foi publicada no site do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro e está prestes a ser homologada. É possível realizar a busca aqui, clicando em “Licitações em julgamento” e “Compras”. A mobilização pelo cancelamento da licitação continua através da rede Meu Rio. Envie um e-mail para pressionar o novo presidente do Tribunal de Justiça do Rio, o desembargador Milton Fernandes de Souza, a desistir da compra e ajudar combater o mal uso do dinheiro público.

RELACIONADOS

Deixe um comentário